Home

Associação de Solidariedade Social dos Trabalhadores e Reformados da EDP e REN

A arep não esquece os seus voluntários: um gesto de reconhecimento e gratidão

A arep não esquece os seus voluntários: um gesto de reconhecimento e gratidão

A época Natalícia é o momento mais apropriado para os reunirmos num almoço e, com este gesto simbólico, dizer-lhes o quanto a arep lhes está grata e reconhece o seu trabalho, a sua dedicação e o seu espírito solidário.

Numa curta mensagem lida durante o almoço, e que aqui se reproduz, o Presidente enalteceu a sua generosidade e desafiou-os a enfrentarem mais um ano de trabalho, com a mesma dedicação e o mesmo espírito de cidadãos solidários.

"Caros Voluntários e Amigos,

A época Natalícia é sempre um momento de meditação: meditação individual; meditação em família; meditação em comunidade.

Na arep não fugimos à tradição. Chegámos ao final de mais um ano de trabalho e surpreendemo-nos: como passou rápido este ano!

Mas na verdade a exclamação é descabida. E é descabida porque é sempre assim quando nos envolvemos intensa e apaixonadamente num projeto. Não damos pela passagem do tempo e de repente encontramo-nos no final de mais um ciclo. Um ciclo que, para nós, corresponde ao cumprimento do Programa Anual com que nos comprometemos. 

A nossa meditação, enquanto responsáveis e voluntários da arep, deve pois centrar-se na seguinte questão: teremos nós cumprido cabalmente os nossos compromissos?

 A nossa conclusão será sempre questionável; afinal estamos a julgar em causa própria. Mas atrevo-me a dizer, correndo o risco de imodéstia, que como Presidente desta instituição sinto uma pontinha de orgulho pelo trabalho que realizámos. E à frente de tudo está a atenção e o apoio que continuámos a proporcionar aos nossos colegas mais desfavorecidos. O simples gesto de um telefonema, de uma mensagem de solidariedade, de um modesto alívio financeiro, tiveram para esses colegas uma dimensão que ainda nos surpreende. E é aí que reside o maior conforto do nosso papel, enquanto voluntários. O Bem-estar desses colegas é também o nosso Bem-estar!

Todavia, ser voluntário da arep exige sacrifícios de toda a ordem. Sabemos bem quão alto têm que ser o amor à causa e o espírito de solidariedade para superar tais sacrifícios. E é por isso que, em meu nome pessoal e em nome da arep, aqui estou para reconhecer o vosso trabalho, a vossa disponibilidade, o vosso espírito de solidariedade. Aquilo que de Bom se faz na arep - e acredito que a bondade do nosso trabalho é reconhecida pelos associados e pelas entidades que nos apoiam - a vós se deve. Não são palavras de circunstância, é a realidade que se oferece aos olhos de todos.

Este almoço não é mais do que um gesto simbólico desse reconhecimento. Dentro da política que a arep adotou desde sempre, e que aliás se tem mostrado virtuosa, não temos outro modo de expressar publicamente o quanto agradecemos e saudamos a vossa generosidade.

Peço-vos pois que desfrutem deste espírito Natalício que nos envolve e que isso sirva de "alimento" para enfrentarmos mais um ano de trabalho, com a mesma entrega e com a mesma determinação.

A arep e os nossos colegas mais fragilizados precisam de nós. E esperam isso de nós.

Cordiais saudações  

Manuel Martins

Presidente da Arep"